Press "Enter" to skip to content

Cisco CCNP em português

cisco-ccnp-em-portugues

O blog CCNP BR é um guia de estudo para certificação Cisco CCNP em português.

Os técnicos que possuem essa certificação representam uma garantia profissional para as empresas que requerem qualificação na área de roteamento, comutação, redes virtuais, spanning-tree, topologia de rede, etc.

Na grande maioria dos casos os profissionais certificados são capazes de realizar tarefas de suporte de alto nível, configurar switches multicamadas em redes corporativas , segurança de VLANs, redes sem fio, voz e vídeo, além de implementação de alta disponibilidade.

Profissionais de redes de computadores

O blog proporciona os conceitos, comando e topologias para implementação e configuração de equipamentos Cisco em redes corporativas, sendo ótima fonte de consulta para profissionais.

Destina-se a profissionais da área de redes, bem como outros profissionais que possuam conhecimentos equivalentes e desejam expandir suas habilidades e atuação junto aos processos ligados às redes locais de alta performance comutadas por switches Cisco.

Sumário

1 COMUTAÇÃO 

1.1 COMUTAÇÂO DE CAMADA 2
1.2 COMUTAÇÃO DE CAMADA 3
1.3 TABELAS
1.3.1 CAM
1.3.2 TCAM

1.4 TIPO DE INTERFACES

1.4.1 ETHERNET
1.4.2 FASTETHERNET
1.4.3 GIGABIT ETHERNET
1.4.4 10-GIGABIT ETHERNET
1.5 CONFIGURAÇÃO DAS PORTAS
1.6 ERROS EM PORTAS ETHERNET
1.7 ESTADO DA PORTA

2 MLS – Multi Layer Switch

2.1 ROTEAMENTO
2.2 CONFIGURAÇÃO DE ROTEAMENTO
2.3 CONFIGURAÇÃO DE INTERFACE SVI
2.4 COMUTAÇÃO MULTICAMADA
2.4.1 CEF
2.4.2 FIB
2.4.3 TABELA DE ADJACÊNCIAS
2.4.4 MODIFICANDO O PACOTE
2.5 VERIFICAÇÕES MULTICAMADA

3 VLAN 

3.1 CONFIGURAÇÃO DE VLANS 49
3.2 IMPLANTAÇÃO DE VLANS 52
3.3 TRUNKs 53
3.3.1 ISL 54
3.3.2 802.1Q 55
3.3.3 DTP 57
3.4 CONFIGURAÇÃO DE PORTAS TRUNKs 57
3.5 VERIFICAÇÕES 59

4 VTP – VLAN Trunking Protocol

4.1 DOMÍNIOS VTP 62
4.2 MODOS DE VTP 62
4.3 ANUNCIOS VTP 64
4.4 CONFIGURAÇÃO VTP 66
4.5 VTP Pruning 67
4.6 VERIFICAÇÃO DO PROTOCOLO VTP 67

5 ETHERCHANNEL 

5.1 DISTRIBUIÇÃO DE TRÁFEGO 71
5.2 PROTOCOLOS DE NEGOCIAÇÃO ETHERCHANNEL 74
5.2.1 PAgP 74
5.2.2 LACP 75
5.3 CONFIGURAÇÃO ETHERCHANNEL 75
5.3.1 CONFIGURAÇÃO PAgP 76
5.3.2 CONFIGURAÇÃO LACP 77
5.4 THOUBLESHUTING EM EHERCHANNEL 78

6 STP

6.1 REDUNDÂNCIA 82
6.2 FUNCIONAMENTO DO STP 83
6.3 ROOT BRIDGE (SWITCH RAIZ) 87
6.4 ROOT PORT (PORTA RAIZ) 88
6.5 DESIGNATED PORT (PORTA DESIGNADA) 91
6.6 ESTADOS DAS PORTAS 92
6.7 TEMPORIZADORES STP 94
6.8 TOPOLOGY CHANGE (TCN) 96
6.9 ELEGENDO O ROOT BRIDGE 96
6.9.1 ROOT PATH COST 102
6.9.2 PORT ID 104
6.10 CONVERGÊNCIA STP 106

6.11 MELHORES PRÁTICAS DE REDE

6.11.1 PORT FAST 111
6.11.2 UPLINK FAST 113
6.11.3 BACKBONE FAST 114
6.11.4 ROOTGUARD 119
6.11.5 BPDU GUARD 120
6.11.6 BPDU FILTERING 122
6.11.7 LOOP GUARD 123
6.11.8 UDLD 127

7 PROTOCOLO RSTP

7.1 FUNCIONAMENTO DO RSTP 132
7.2 TIPOS DE PORTAS 133
7.3 BPDU EM RSTP 135
7.4 CONVERGENCIA DO RSTP 136
7.5 TIPOS DE PORTAS 137
7.6 SINCRONIZAÇÃO 139
7.7 MUDANÇA DE TOPOLOGIA 141
7.8 CONFIGURAÇÃO RSTP 143
7.9 RAPID PER-VLAN STP 143

8 PROTOCOLO MSTP

8.1 REGIÕES MST 147
8.2 INSTANCIA MST 148
8.3 CONFIGURAÇÃO MST 150

9 DHCP

9.1 O PROTOCOLO 153
9.2 CONFIGURAÇÃO DHCP 155
9.3 DHCP RELAY 158

10 DESENHO DE REDES

10.1 REDES CAMPUS 161
10.2 MODELO DE REDE COMPARTILHADA 162
10.3 SEGMENTAÇÂO DE LAN 163
10.4 MODELO DE TRÁFEGO DE REDE 164
10.5 MODELO DE REDE PREVISÍVEL 166

10.6 MODELO DE REDE HIERÁRQUIO 167

10.6.1 CAMADA DE ACESSO 168
10.6.2 CAMADA DE DISTRIBUIÇÃO 169
10.6.3 SWITCH DE CAMADA 2 NA DISTIBUIÇÃO 170
10.6.4 CAMADA CORE 170
10.7 DESENHO MODULAR DE REDE 171
10.7.1 SWITCH BLOCK 173
10.7.2 CORE BLOCK 175
10.7.3 CORE BLOCK EM REDE CAMPUS 177
11 BALANCEAMENTO DE CARGA E REDUNDÂNCIA 179

11.1 HSRP – HOST STANDBY ROTEADOR PROTOCOL

11.1.1 ELEIÇÃO DO ROTEADOR HSRP 180
11.1.2 AUTENTICAÇÃO HSRP 183
11.1.3 DEFAULT GATEWAY VIRTUAL 184
11.1.4 BALANCEAMENTO DE CARGA HSRP 186

11.2 VIRTUAL ROTEADOR REDUNDANCY PROTOCOL (VRRP)

11.3 GATEWAY LOAD BALANCING PROTOCOL 193
11.3.1 AVG 193
11.3.2 AVF 194

11.3.3 Balanceamento de carga GLBP

11.3.4 HABILITANDO O GLBP 198

11.4 ALTA DISPONIBILIDADE DE CHASSIS

11.4.1 CONFIGURAÇÃO 200
11.4.2 NON-STOP FORWARDING 201
11.4.3 FONTES DE ALIMENTAÇÃO REDUNDANTES 203

12 VOIP CISCO – TELEFONIA IP

12.1 POE (POWER OVER ETHERNET) 205
12.1.1 FUNCIONAMENTO DO POE 206
12.1.2 CONFIGURAÇÃO DO POE 208
12.1.3 VERIFICAÇÕES DO PoE 209
12.2 VOICE VLAN 210
12.2.1 CONFIGURAÇÃO DE VLAN DE VOZ 211
12.2.2 VERIFICAÇÃO DA VLAN DE VOZ 213

13 QOS 215

13.1 BEST-EFFORT 217
13.2 SERVIÇOS INTEGRADOS 217
13.3 SERVIÇOS DIFERENCIADOS 217
13.4 MODELO QOS DIFFSERV 218
13.5 Implementação de QoS para voz 222
13.6 CONFIGURAÇÃO DE FRONTEIRA DE CONFIANÇA 224
13.7 CONFIGURAÇÃO DE AUTO QOS 227
13.8 VERIFICAÇÕES DE QOS DE VOZ 229

14 SEGURANÇA DE ACESSO AO SWITCH

14.1 PORT-SECURITY 233
14.2 AUTENTICAÇÃO DE PORTA 238
14.2.1 AUTENTICAÇÃO 802.1X 239
14.3 SPOOFING ATTACKS 242
14.3.1 DHCP SNOOPING 242
14.3.2 IP SOURCE GUARD 245

14.4 MELHORES PRATICAS DE SEGURANÇA DE REDE

15 SEGURANÇA EM VLANS 

15.1 VACL 256
15.1.1 CONFIGURAÇÃO DE VACL 256
15.2 PRIVATE VLANs 258
15.3 SECURITY VLAN TRUNK 265
15.3.1 SWITCH SPOOFING 265
15.3.2 VLAN HOPPING 267

16 REDES WIRELESS CISCO

16.1 BLOCOS WLAN 272
16.2 ACCESS POINT 276
16.3 RADIOFREQUÊNCIA EM WLAN 279
16.4 PERDAS DE SINAL 281
16.5 ARQUITETURA WLAN TRADICIONAL 287
16.5.1 CISCO UNIFIED WIRELESS NETWORK 288
16.5.2 FUNÇÕES DO WLC 290
16.5.3 FUNÇÕES DO LAP 291
16.5.4 PADRÕES DE TRAFEGO EM UMA REDE CISCO WIRELESS UNIFICADA 293
16.5.5 CONFIGURAÇÃO DO LAP 295

17 AAA

17.1 PROTOCOLOS TACACS+ E RADIUS 298
17.2 CONFIGURAÇÃO DE AAA COM CLI 300

Bons estudos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *